sábado, 22 de novembro de 2008

Aleatoriedades

TUDO BEM, VAMOS continuar a brincadeira. O Nibelung (d’A Ordem do Graveto) me indicou para participar do Aleatoriedades e eu vou fazer isso só porque ele comentou que está curioso para ver no que vai dar... o que eu preciso fazer é o seguinte:

1. Link a pessoa que te “pegou”.
2. Poste as regras em seu blog.
3. Escreva 6 coisas aleatórias sobre você.
4. Pegue mais 6 pessoas e coloque os links no final do post.
5. Deixe a pessoa saber que você o pegou, deixando um comentário no blog dela.
6. Deixe os “pegos” saberem quando você publicar seu post.

Então aí vai: 01. Já li Lolita 3 vezes (sim, acho que é o meu predileto) e não consigo acompanhar qualquer livro de James Joyce sem um dicionário para me socorrer. 02. Eu matava aula com os amigos para comer as frutas do colégio (caju, banana ou serigüela). 03. Nunca gostei de Chaves, uma vez que não tive a oportunidade de apreciar o seriado na infância (em minha casa não pegava o SBT). 04. Meu computador é obsoleto (o coitado se esforça até para abrir o Gmail) e não consigo juntar dinheiro para comprar um novo, pois sempre compro algo menos útil. 05. Eu me apaixono em média a cada 5 anos, mas nunca namorei nenhuma de minhas “desejadas” (foi assim no 1º grau, no ensino médio e na faculdade. 06. Eu nunca termino as coisas que começo (seja um livro, uma história em quadrinhos ou até mesmo o meu curso na faculdade). Alguém aí me dá um punhado de persistênca?!

Eu deveria convidar mais seis pessoas (ou parceiros) para continuar isto, mas vou indicar apenas a metade (que eu nem sei se vão topar): Rafael – Sisto Sexto (Depósito do Calvin), Rodrigo Leão (Nóis na Tira) e a Bah (Memórias Escritas a Lápis)

3 comentários:

Nibelung disse...

Essa aleatoriedade 6 tem que sair daí. Você vai traduzir Peanuts até acabar. XD

BAh disse...

Você levou bem a sério o "nunca termino as coisas que começo", não??? hehehe
Eu sou um pouco assim, mas algumas coisas que eu tenho vontade de chutar eu acabo por orgulho de dizer que larguei. Sei lá, aquela coisa de que desistência é coisa de fracos às vezes fala mais alto! hehehe
Só não é assim com coisas artísticas; aí sim é mais difícil eu acabar.

Mayara disse...

Se apaixona a cada 5 anos?

É o tempo de uma dor no coração sarar, e já vem outra... :(

Mas... o que é a vida sem o amor?